Realizado pela Zalika Produções, produtora especialista em pesquisar e documentar a vida da população negra e periférica, o documentário “Quem te penteia?” discute como o estilo capilar afeta a vida dessa população, desde sua autoestima, sua ancestralidade até seu vinculo econômico. A narrativa é construída a partir das 9 pessoas entrevistadas, desde barbeiros, trançadeiras e cabeleleiras de diversos bairros de São Paulo.

O objetivo do média-metragem foi registrar as expressões estéticas da periferia focada em cabelo, mas não apenas em cabelo negro, cabelo crespo, mas de uma questão de representar as estéticas periféricas. O cuidado com o cabelo é um símbolo de afirmação identitária e busca pela liberdade de expressão.

Os 9 entrevistados foram escolhidos a partir da ideia de mostrar vertentes diferentes em relação ao cabelo e à raça. Entre os escolhidos Diva Green, cabeleireira conhecida por produzir cantoras negras da atualidade com cabelos ousados e coloridos e Josyas Barbershop fundador de uma das barbearias mais tradicionais e conhecida por produzir rappers desde os anos 90.

Segundo uma das produtoras, Naná Prudencio, dois aspectos a serem exaltados são o orgulho por ser da periferia e a transição econômica das quebradas. “Agora você pode ser do jeito que você é e pronto. Tem o estilo da quebrada, tem o estilo de cabelo da quebrada. Você fazer o seu cabelo em outro lugar não vai ser a mesma coisa do que fazer assim.” disse ela.

Zalika Produções.

Zalika Produções.

Construído sobre uma linguagem informal com o uso de gírias e dialetos locais, o documentário foi gravado no Capão Redondo, Jardim Miriam, Jardim Ângela e Grajaú, na zona sul, Guaianases e Itaquera, na zona leste, e no centro da cidade de São Paulo, representado pela Galeria Presidente.”Quem te penteia?” tem a produção de Naná Prudencio e Nina Vieira.

Fontes: