Hoje vamos falar de “catioros” e fotografia. É possível junta-los em fotos incríveis. Foi o que o fotógrafo e publicitário Elliott Erwitt fez em seu trabalho chamado “Dog dogs” (1998). Também conversei com Fábio Dias, fotografo maringaense que tem um trabalho incrível com os animais e você confere logo mais a conversa que tivemos.

 

Elliott Erwitt

O livro “Dog dogs” (1998) possui mais de 500 fotos em preto e branco e com poucas páginas de texto, este livro cheio de imagens fofas diz muito sobre o amor do humano por seu melhor amigo, o cão. Ele em seu trabalho, coloca emoção onde nós antes só víamos animais e assemelha o que os bichinhos sentem aos nossos sentimentos provando os vínculos que pessoa-cachorro são capaz de formar. Deixei os links com mais fotos dele no fim do post.

USA. New York City. 2000.

USA. New York City. 2000.

 

JAPAN. Yokohama. 2003.

JAPAN. Yokohama. 2003.

Conversei com o Fotógrafo maringaense Fábio Dias, fotógrafo responsável pelo Fotografianimal. Formado em Jornalismo, especialista em Fotografia, professor de fotografia e apaixonado por animais, desenvolve um trabalho pessoal fotografando os bichanos pelas ruas, desde 2008, além de abrigos e feiras de adoção. Confira:

Debora –  “Você pode me contar brevemente como é realizar um trabalho como este? O que gostou mais ao fotografá-los?”

Fábio – “Fotografo cães – e gatos – há quase dez anos. Primeiro, para fazer esse tipo de trabalho, precisa amar os bichinhos. Eles sentem. É um tipo de trabalho difícil. Muitas vezes eles não param quietos. É como fotografar crianças. Então nós usamos alguns artifícios para chamar atenção e precisamos de concentração e paciência para estarmos preparados para captar os momentos que interessam. Gosto do desafio, em relação a estar preparado para o momento decisivo, expressivo, seja de ação ou não. Eles são imprevisíveis e cada vez é um novo desafio. Gosto muito de sair pelas ruas em busca dos encontros com os pets. Encontros inesperados me enchem de alegria. ”

Debora – “Que incrível, Fabio. E quais são as suas favoritas?”

Fábio – “Tem uma foto, esse encontro inesperado, que gosto muito. Foi na UEM.”

Fábio Dias – “A Loba é uma cachorra que vive na UEM e é cuidada pelos alunos”

“Também tem uma de ação, quando viajei para a Argentina, na Praça da Casa Rosada.”

Fábio Dias – Cão atrás das pombinhas na Praça da Casa Rosada

“Esse cachorro estava correndo atrás das pombinhas, o tempo todo. Eu preparei a câmera e fiquei seguindo por um tempo, quando ele deu esse salto espetacular. Quase não havia mais luz.”

Debora – “Fiquei muito impressionada com as fotos! Percebi que seu trabalho dialoga bastante com o do fotógrafo Elliott Erwitt.”

Fábio – “Eu conheci o trabalho do Elliott bem depois que comecei a fotografar cachorros e fiquei fascinado pelo trabalho dele, temos uma linguagem semelhante para a fotografia de rua.”

Debora- “Eu vi que você tem um site, achei bem interessante, pode falar sobre ele? Onde mais podemos encontrar o seu trabalho?”

Fabio – Tem a página no Facebook. Lá tem fotos que faço para o abrigo Dignidade Animal, para ajudar na adoção. Recentemente também fiz uma exposição.

 

Bacana esta conversa não é mesmo? Depois dessas fotos e dessa entrevista inspiradora que tal você tirar uma foto com seu animalzinho ou dele fazendo alguma travessura para captar os melhores momentos juntos?

 

Links:

Elliott Erwitt :

http://www.polkagalerie.com/fr/elliott-erwitt-travaux-dogs.htm

https://pro.magnumphotos.com/Package/2K7O3RZ7T9S

Fábio Dias:

http://fabiodiasfotografia.blogspot.com.br/?view=snapshot

https://www.facebook.com/fotografianimal1/?pnref=lhc

https://www.facebook.com/fotografianimal1/photos/a.1642542829300183.1073741834.1635231323364667/1882342298653567/?type=3&theater

http://fotografianimal.wixsite.com/fotografianimal