Com todo o começo do mês de junho, chega o frio e  também o Festival Varilux de Cinema Francês 2017.  O festival começou ontem e vai até dia 21 de junho estará presente em 55 cidades do Brasil com diversos filmes francês que agradam diferentes gostos e em Maringá exibirá quatro filmes tanto documentário quanto drama no Shopping Maringá Park onde serão apresentados 19 filmes com cada um tendo dois horários por semana. Abaixo estão quatro exemplares:

demain

O documentário “Amanhã” é sobre as crises ecológicas, econômicos e  sociais que atravessa todos os países e acompanha quatro pessoas por dez países para entendê-las, sendo vencedor do César 2016 na categoria de melhor documentário e com 1 milhão de espectadores na França. A obra é de 2015 com os diretores, Cyril Dion e Mélanie Laurent,  e tem duração de 1h 58min, será apresentado nas quintas às 14h00 e aos sábados às 16h30.
bhb

O longa-metragem “Frantz” é um drama, com a duração de 1h 53 min, que conta a história de Anna (Paula Beer) que perde seu noivo durante a Primeira Guerra Mundial e visita seu túmulo todos os dias até que um dia, um jovem francês, Adrian (Pierre Niney) também leva flores e isso junto com a derrota alemã pode despertar paixões. O filme de 2017 do diretor François Ozon é baseado no filme Não matarás (1932) de Ernst Lubistch está sendo apresentado as quintas às 16h30 e aos domingos às 21h30.

victoriaEm Na cama com Victoria como toda a boa comédia dramática francesa é boa para curtir tendo duração de 1h 37 min é uma obra da jovem cineasta Justine Triet. Conta a história de uma advogada que pega um caso improvável onde seu amigo está sendo acusado de tentativa de homicídio por sua namorada e a unica testemunha é um cachorro. Acrescente nessa história filhos e um babá ex-traficante, este é o enredo do filme exibido nas terças às 21h30 e as quintas às 19h00.

hhdhd

Coração e alma é um drama, com a duração de 1h 40min, aborda como a vida muda em um piscar de olhos. Em um momentos se está aproveitando a juventude e no outro está ligado à aparelhos que te mantem vivo ou se tem uma vida tranquila com direito a filhos e descobre precisar de um transplante.  A diretora Katell Quillévére trata o tema com sensibilidade e arte, está sendo exibido as segundas as 16h30 e nas quintas às 21h30.

Entre no site do Festival Varilux de Cinema Francês é http://variluxcinefrances.com/2017/ e confira se há sessões na sua cidade. Au revoir!